Posts Tagged ‘sexo’

DIVERSÃO

agosto 4, 2016

Michel_Neuhaus_diversao

Mulher não suporta ver o homem se divertindo. Você conhece alguma mulher que incentive o namorado a ver seus amigos sem ela?  Que não reclame que quarta e domingo são dias sagrados para você assistir ao jogo do seu time?

Você bebe, ela fala que é para tomar “cuidado pra não virar alcoólatra, como aquele seu tio. É genético!”. Você fuma, ela tosse. Você dorme, ela te acorda. Você quer ver filme de menino, ela comédia romântica. E quando você está no bar, se divertindo com os amigos e amigas dela, fecha a cara, faz bico e pede pra ir embora.

Quando o homem está se divertindo no namoro, ela começa a falar em casamento. Quando começa a se divertir no casamento, ela só pensa em ficar grávida. Nascendo o rebento, ela quer que você acorde toda madrugada, sendo que só ela tem peito para dar. Uma judiação.

Se for para jogar alguma coisa com ela tem que ser tranca, uno ou ludo. Que homem se diverte jogando isso? É por isso que o homem mente. Diz que vai trabalhar até tarde, mas vai jogar poker com a turma. Me bata um abacate!

Até quando a gente é criança tem uma mulher gritando pra gente parar de se divertir e fazer a lição da escola. E desde menino acho que toda brincadeira não deve ter hora pra acabar.

E sabe por que as mulheres transam de olhos fechados? Só para não ver o homem se divertindo.
Matheus Tapioca

carinha_farinha
Texto: Matheus Tapioca
Ilustração: Michel Neuhaus

Anúncios

TEMPERO DA VIDA

abril 11, 2016

Quero te saborear com os cinco sentidos:
Passar a língua pelo teu corpo
Experimentando teu sal a gosto

Quero te saborear com os cinco sentidos:
Mexer o teu quadril sem parar
Para a vida nunca desandar

Quero te saborear com os cinco sentidos:
Observar teu ponto de ebulição
Revirando os olhos
Entrando em erupção

Quero te saborear com os cinco sentidos:
Fechar o olhos e sentir teu cheiro tomar o quarto, a casa, a vizinhança, o dia, minha vida

Quero te saborear com os cinco sentidos:
Ouvir teus gemidos
Pedindo mais

Quero te saborear com os cinco sentidos
Porque é com seu tempero que se faz a melhor tapioca

 

carinha_farinha
Matheus Tapioca

 

 

CORRETOR ORTOGRÁFICO

abril 4, 2016

Caralho vira Carvalho;
Descarado, descartado;
Nigrinha, nigeriana;
Cu, curti;
Boceta é corrigido por bocejando;
Pepeka por Perpétuas;
Viado, Virado;
Bicha, bichano;
Periguete, periguei;
Escroto, escritor;
Pau é pão;
Sacanagem, sacando;
Canalha seria cangalha?
Amante se transforma em amanteigado;
Cafetina, cafeteira;
Foda, fidalgo;
Fodido vira focinho
Capeta, capela;
Grelo, grelou;
Porra muda para porta;
Pentelho, penteado.

A gente tem que corrigir o corretor. Virou quase obrigatório o uso de asterisco para sinalizar uma correção na mensagem, criando vários problemas de interpretação.

Mas também tem os “Atos Falhos Digitais”. Quando o inverso acontece. “Vc quer trepar esse fds? Hehe *trampar, trabalhar…”. “Quero jantar um pênis. Oops… *penne”. “Que tal uma buceta?”.

Talvez seja uma forma de fugir da opressão do sistema, o grande irmão de George Orwell, o establishment. Ou os construtores do corretor ortográfico não falam nome feio? Seria feito por freiras fransciscanas? Melhor desligar o corretor.

carinha_farinha

Por Matheus Tapioca

CIGANO BAIANO

março 10, 2013

Depois de ser “baiano” em São Paulo.
Depois de ser “paraíba” no Rio.
Depois de fazer “baianada” no trânsito de BH.

Depois de viver para trabalhar em São Paulo.
Depois de trabalhar para viver no Rio.
Depois de um freela em BH.

Depois de driblar a marra das cariocas.
Depois de conhecer as mulheres loucas de BH.
Depois de sentir frio com as paulistas.

Depois de ser bem atendido em São Paulo, mas sem simpatia.
Depois de ser mal atendido no Rio, com antipatia.
Depois de uma prosa em BH, com simpatia.

Depois do carioca me convidar, mas nunca dar o endereço.
Depois do mineiro sempre me convidar e me levar ao endereço.
Depois do paulista não me convidar.

Depois de ouvir o carioca falar do que não sabe.
Depois de ouvir o paulista achando que sabe de tudo.
Depois de ouvir o silêncio dos mineiros.

Depois de descobrir que carioca tem o melhor dia.
Depois de descobrir que paulistano, a melhor noite.
Depois de descobrir que Minas tem o melhor sítio.

Depois de ouvir o carioca falar alto.
Depois de ouvir o paulista falar “meu”.
E mineiro falar “véi!”.

Depois de saber que Canjica em São Paulo é Mugunzá no Nordeste.
Comer salsichão em Festa Junina no Rio e canjiquinha em Minas.

Depois de ficar duas horas de relógio num caminho de dez minutos por causa do trânsito em SP.
Depois de ter carro e ir para o sítio na terça à noite e trabalhar na quarta de manhã em Minas.
Depois de vender meu carro e ser sócio da BikeRio.

Depois de ter comido nos melhores restaurantes em São Paulo,
os piores no Rio e as deliciosas comidas do sertão da Bahia(sim, Bahia não é só Azeite de Dendê) em Minas.

Depois de engordar quinze quilos em São Paulo e Minas
E perder todos os quinze quilos no Rio.

Depois de ter ido às melhores baladas em SP.
Depois de ter vivido na Lapa no Rio.
Depois de ter as festas da vida no sítio em Rio Acima-MG.

Depois de não acreditar na marra dos cariocas,
a frieza dos paulista e a desconfiança dos mineiros.

Depois de amar São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais.

Depois de regar amigos maravilhosos em São Paulo, Rio de Janeiro e Minas.

Depois de conquistar mulheres de São Paulo, Rio de Janeiro e Minas.

Depois de escolher irmãos de coração em São Paulo, Rio de Janeiro e Minas.

Depois de ter família em São Paulo e Minas.

Sorria, há menos um “baiano” para sua simpatia.
Sorria, há menos um “paraíba” na sua ciclovia.
Sorria, há menos uma nordestino fazendo “baianada” na sua via.

Depois de treze anos, estou voltando para Salvador, sorrindo, amando a família, a Bahia, os irmãos de coração e, principalmente, as mulheres baianas.

Sorria, venha ser feliz na Bahia.

carinha_farinha
Por Matheus Tapioca

ANJOS TÊM SEXO

outubro 10, 2011

Nada de Anjo Gabriel, anjo para mim é de carne e osso. São pessoas de verdade, com pinto e xereca.

Às vezes, você nem conhece a pessoa e ela salva você em muitos e difíceis momentos.

Já tive uma namorada que desmaiou no meio do estádio, num show do Red Hot. Se não fosse um amigo, outro anjo, para me ajudar a carregá-la, não saberia o que fazer.

Dois homens, gigantes, fortes pegaram ela pelos braços e disseram:
– Vocês estão levando ela pro lugar errado!

Eles saíram correndo até o posto de saúde e nunca mais os vi. Tenho certeza que eram dois anjos dela.

Outro dia, estava num ônibus cheio e uma grávida entrou em trabalho de parto. Um senhor que nunca tinha visto a mulher, desceu do ônibus, parou um táxi e deu cem reais para ela ir ao hospital mais próximo.

Muitos desses anjos a gente leva para a vida inteira. São alguns familiares, amigos, amigos de amigos, pessoas que estão voando por aí. E eles estão comigo, mesmo depois de mortos.

Assim como há os demônios também, mas desses fechei meu corpo, sai de retro que eu sou do bem.
Matheus Tapioca

carinha_farinha
Curtiu? Compartilhe:

ORGASMOS MÚLTIPLOS

agosto 29, 2011

A vida é só uma.
Tenha orgasmos múltiplos:

– Bomba de chocolate;
– Harmonização de vinho;
– Dormir abraçado;
– Banho de mar;
– Ver o sol nascer;
– Surfar;
– Ganhar na loteria;
– Rede depois do almoço;
– Beijar de língua em público;
– Ser promovido;
– Poema de Quintana;
– Romance de Gabriel;
– Música de Tom;
– Letra de Chico;
– Show de Caetano;
– Violão de Gil;
– Filme de Almodóvar;
– Verão no Nordeste;
– Sorvete no calor;
– Comprar um sonho de consumo;
– Coca-Cola normal gelada;
– Ter presente na árvore de Natal;
– Tirar no amigo secreto a pessoa que você ama;
– Banho de cachoeira;
– Edredon no inverno;
– Não trabalhar segunda-feira;
– Férias;
– Vibrador;
– Bala;
– Mijar bêbado;
– Banho quente;
– Espirro;
– Viagra;
– Amor de irmão;
– Amor de amigo:
– Comida de mãe;
– Paris;
– Mergulhar no mar, careca;
– “As 4 melhores coisas da vida: comer e viajar.”
Matheus Tapioca

carinha_farinha
Curtiu? Compartilhe:

CHUCRO

agosto 8, 2011

Mulher vive falando que quer um homem maduro, sensível, inteligente, bem sucedido, companheiro, amigo e bonito.

Reclamam que sobra mulher e falta homem. E os que restam são casados ou estão virando gays. E ainda dizem que eles não querem compromisso, casar e ter filhos.

No fundo no fundo, o que todas as mulheres querem mesmo, entre quatro paredes, é um homem chucro. Não precisa nem ter todas as qualidades do primeiro parágrafo.

Aquele tipo de homem que não corta a unha do pé, usa meia social preta com tênis e seu perfume é o do suor.

Na cama ele é sujo: fala palavrão, bate sem ser violento e leva as mulheres aos orgasmos múltiplos. Faz tudo que os homens normais não fazem.

Elas juram que vão mudá-lo, comprar roupas novas, ensinar algumas boas maneiras, fazer pé e mão. Mas para um homem chucro, isso é coisa de viado.

Homem chucro não é para casar. É para transar. É aquele segredo que não se conta nem pro analista.

Eles aparecem em forma de bombeiro, marinheiro, encanador, motorista e até de motoboy. São os verdadeiros príncipes. Mesmo que venham montados numa CG 125 cilindradas. 
Matheus Tapioca

carinha_farinha
Ilustração: Michel Neuhaus
Vote no Farinha no Prêmio Top Blog. Clique aqui.

É PRA TRANSAR OU PRA CASAR?

abril 4, 2011


Não concordo com esse rótulo de que “fulano é pra transar” e “sicrano é pra casar” (na verdade, não gosto de rótulo nenhum). A pessoa não pode ser para transar e casar?

Isso quer dizer, então, que toda mulher que ficou pra titia foi, um dia, só “pra transar”? Se for verdade, elas devem ser a melhor trepada da paróquia.

Nessa lógica, homem e mulher que casam são péssimos na cama (tudo bem que isso pode acontecer algum dia). Porém, não concordo.

Mas, afinal, qual é a diferença entre uma pessoa “para transar” e “para casar”? Nem sei responder essa pergunta, mas imagino que seja assim:

– “Pra transar”- Uma pessoa gostosa, tesuda, nigrinha, discarada que você perderia a cabeça facilmente, faria todas as loucuras, só por uma noite ou nunca mais;

– “Pra casar” – Uma pessoa legal, responsável, amiga, compreensivel, sensível, equilibrada, careta, para constituir família e ter filhos.

Conheço muita piriguete e malandro que foram só “pra transar”, mas que casaram, tiveram filhos, tudo bonitinho os moleque. E não faltam exemplos de casamentos infelizes entre uma mulher e um homem feitos “pra casar”.

Há, ainda, aqueles casos que são somente sexo e amizade. Mas nesses casos, os dois não SÃO “pra transar”, mas ESTÃO “pra transar”.

Por isso, nunca uso essa expressão. Eu acho que todas as pessoas são “pra transar” e “pra casar”. Necessariamente nessa ordem.
Matheus Tapioca

carinha_farinha
Ilustração: Michel Neuhaus
Vote no Farinha no Prêmio Top Blog. Clique aqui.

NAMORO OU AMIZADE?

junho 21, 2010

Você acredita em amizade entre homem e mulher? Dizem que só existe até o primeiro beijo. Não estou falando de selinho. Beijo de verdade. Daqueles em que é preciso fechar os olhos para sentir, ao mesmo tempo, todos os outros sentidos.

Eu acredito em amizade entre homem e mulher. Sinceramente, tenho amigas que são samambaias: não como nem na salada. Acho muito importante ter algumas amizades femininas. Nos abrem os olhos para coisas que só mulher entende.

Mas também não sou amigo de mulher como os gays são. Não me chame para o shopping para ver vitrine, nem assistir Saia Justa do GNT. Tudo tem limite. Mas é sempre bom beber cerveja e colocar as histórias e interpretações masculinas e femininas na mesa.

Agora tem aquelas em que a mulher só quer amizade e o cara quer namoro. Estes são os piores, porque você nunca sabe se ela falou aquilo dando mole ou não, se aquela frase foi uma bola cheia ou murcha.

Todo homem passa pela fase do “Eu preciso dizer que te amo!”. Não conheço um que nunca passou por isso. Primeiro porque mulher adora ficar amiguinha dos homens, seja para ficar ou não. E isso confunde o sujeito.

Por isso, alguns homens partem para o ataque rápido, sem nem dar tempo de ficar amiguinho da mulher. Regras claras logo no início. Pois você tem certeza que não quer amizade desde a primeira vez que a viu.

Existem amizades que são namoro sem beijo. Os dois se amam e podem se casar no futuro ou viver amigos para sempre. Namoros que viram amizades. E namorados que são amigos.

Não há como negar que a amizade é superior ao amor. Amizade não tem aquele ciúme doentio, você pode furar um programa de vez em quando, passar uma semana, um mês, um ano sem ligar e vai parecer que foi ontem. Além disso, a amizade pode ser colorida.

Eu acredito em amizade entre homem e mulher. Acho normal dois solteiros sairem para jantar, à luz de velas, no Dia dos Namorados. Mas depois do jantar, nunca se sabe.

Matheus Tapioc

carinha_farinha
Ilustração: Michel Neuhaus

Matheus Tapioca

PRA QUE FINGIR?

junho 14, 2010

Assim, vai, mais, mais, não pára, “oi, painho”, mais forte, ai, ai, aiiiiiiii.
Por que as mulheres fingem o orgasmo?

Que mulher nunca fingiu? Algumas conseguem fingir até os espasmos musculares. Para mim, mulher que finge só tem a perder.

Perde a chance de ensinar ao parceiro o caminho certo para se chegar lá. Perde a rara oportunidade de, quem sabe, gozar junto. Perde a possibilidade de ter um… orgasmo.

Pra que fingir? Talvez para demonstrar que ele é capaz de fazer ela gritar megafones de prazer. Também pode ser por preguiça, falta de tesão, pressa ou porque descobriu tarde demais que o cara é péssimo.

Não acho que toda transa tem que acabar em orgasmo, nem sou adepto da ditadura do orgasmo. Não precisa exigir que a mulher goze, às vezes isso nem é o mais importante ou o mais gostoso para elas.

A culpa não é só da mulher. Tem muito homem que não vale meio quilo de carne moída: só quer saber de vaco, vaco, virar de costas e dormir. Já estes, merecem uma mulher digna de Oscar.

Outra coisa: eu não acredito em mulher frígida. Acredito em mulheres que não se descobriram sexualmente. Sejam sozinhas ou acompanhadas.

E vamos combinar que essa terminologia, “Frígida”, é mais do que antiga e machista. Do tempo do onça, quando as mulheres não tinham “direito” ao prazer.

Para mim, o prazer está lá, às vezes escondido, às vezes reprimido, às vezes perdido, às vezes travado. Mas está lá. E eu não estou falando de ponto “G”.

Uma amiga realizou um estudo sobre sexualidade feminina e uma das questões da pesquisa era: “Como você define uma relação sexual satisfatória?”.

Tomei um susto com a quantidade (e não foi pequena) de mulheres que responderam: “Fazer o meu parceiro gozar.”.

Acho que as mulheres deveriam exigir mais dos seus amantes. Mas se quiserem continuar fingindo, aprendam o truque dos espasmos. É incrível.Matheus Tapioc
a

carinha_farinha
Ilustração: Michel Neuhaus
Toda segunda uma nova crônica

Matheus Tapioca


%d blogueiros gostam disto: