Posts Tagged ‘futebol’

DIVERSÃO

agosto 4, 2016

Michel_Neuhaus_diversao

Mulher não suporta ver o homem se divertindo. Você conhece alguma mulher que incentive o namorado a ver seus amigos sem ela?  Que não reclame que quarta e domingo são dias sagrados para você assistir ao jogo do seu time?

Você bebe, ela fala que é para tomar “cuidado pra não virar alcoólatra, como aquele seu tio. É genético!”. Você fuma, ela tosse. Você dorme, ela te acorda. Você quer ver filme de menino, ela comédia romântica. E quando você está no bar, se divertindo com os amigos e amigas dela, fecha a cara, faz bico e pede pra ir embora.

Quando o homem está se divertindo no namoro, ela começa a falar em casamento. Quando começa a se divertir no casamento, ela só pensa em ficar grávida. Nascendo o rebento, ela quer que você acorde toda madrugada, sendo que só ela tem peito para dar. Uma judiação.

Se for para jogar alguma coisa com ela tem que ser tranca, uno ou ludo. Que homem se diverte jogando isso? É por isso que o homem mente. Diz que vai trabalhar até tarde, mas vai jogar poker com a turma. Me bata um abacate!

Até quando a gente é criança tem uma mulher gritando pra gente parar de se divertir e fazer a lição da escola. E desde menino acho que toda brincadeira não deve ter hora pra acabar.

E sabe por que as mulheres transam de olhos fechados? Só para não ver o homem se divertindo.
Matheus Tapioca

carinha_farinha
Texto: Matheus Tapioca
Ilustração: Michel Neuhaus

COM EMOÇÃO OU SEM EMOÇÃO?

setembro 19, 2011


Para mim não há dúvida: com emoção. Não consigo viver sem se for com emoção.

Não consigo transar sem me envolver. Beijar e não ligar dois dias depois. Escrever sem ninguém para ler.

Brigo em toda discussão sobre política, religião e futebol. Sou apenas 30% de razão e 220voltz de emoção.

Torço para o Vitória seja aqui ou no Alaska. Não consigo torcer para dois times. Até porque já basta sofrer por um.

Vira pessoal qualquer briga sobre política e políticos. Faço de tudo para não entrar na briga, mas, às vezes, é preciso.

Religião nem se fala. Sou do candomblé e não gosto da católica. Não sou judeu, não conheço a muçulma, simpatizo com o espiritismo e adoro o budismo.

Não consigo ficar sem torcer, vibrar, vestir a camisa pela empresa, mesmo sabendo que só vou enriquecer meu chefe. Mesmo sendo freelancer.

Sou oito ou oitenta. Ou muito calmo, ou muito violento. Ou muito apaixonado, ou nada. Até as doenças são mais dolorosas: pedra nos rins, gota e esse coração MONGOLÓIDE!

Não sei ser meio termo. Nem morno, nem cinza, nem alegre, nem triste. E vou morrer tentando ser o meio termo. O equilíbrio. O equilíbrio que nunca vai existir.
Matheus Tapioca

carinha_farinha
Foto: Christian Parente
Seja farinha do mesmo saco. Compartilhe:

PRÓXIMA ENCARNAÇÃO

maio 24, 2010

Na próxima encarnação, se existir, eu quero voltar homem de novo. Não quero menstruar, nem ter TPM. Nem pensar em fazer depilação, muito menos, um Papanicolau.

Quero continuar mijando em pé e falando de mulher, futebol e rock’n roll com os “bróder”. Se puder, quero voltar menos romântico e melhor atacante no futebol.

Ter amigos de verdade como só os homens têm. Xingá-los sem cerimônia e mandá-los pra aquele lugar sem pestanejar. Não consigo nem imaginar ter dezenas de pares de sapato, passear no shopping, fazer pé, mão e escova.

Na próxima encarnação, não quero voltar passarinho, cachorro, cavalo ou árvore. Quero voltar mais alto, com cabelo e que toca violão, para ser o sucesso das meninas em luau, sarau e o escambau.

Não preciso nem ser bonito, mas um pouco mais moreno. Uns centímetros a mais naquele lugar e pronto. Volto um novo homem. Serei menos amigo e mais ex-namorado das mulheres.

Vou continuar impressionado com a beleza do corpo feminino, vou admirá-las se vestindo em frente ao espelho e a melhor parte: sucumbir aos prazeres da carne como homem.Matheus Tapioca

carinha_farinha

Ilustração: Michel Neuhaus
Gostou? Então retweet o Farinha de Mandioca.

Matheus Tapioca

CAMISA DE FUTEBOL

fevereiro 1, 2010

Louis Vuitton, Alexandre Herchcovitch, Yves Saint Laurent que me perdoem, mas não existe roupa que deixe a mulher mais sexy do que camisa de time de futebol. De preferência, do meu.

Primeiro porque camisa de futebol é onde reside todo o amor e ódio que você tem pelo seu time. Quem nunca queimou uma camisa de futebol após a derrota do campeonato? Quem nunca beijou seu brasão após um gol? E onde fica o brasão? Todo torcedor tem uma camisa e todo fanático, uma coleção.

Segundo porque se já é difícil encontrar uma mulher que goste de futebol, imagine uma que veste o manto sagrado, a segunda pele de todo torcedor. Isso deixa a mulher irresistível. Principalmente dentro do estádio, onde só há marmanjo feio, fedorento e boca suja.

Agora se você tem uma namorada assim, é uma pessoa de sorte. Pois, quando o seu time perder o campeonato, você ganha a chance de rasgar a camisa do seu time que ela estiver usando. Um consolo para uma dor tão grande.

Sem falar que as mulheres vão arrumadas, penteadas, pintadas e perfumadas para o jogo. A mulher pode ser um canhão, mas garante muitos assovios durante os noventa minutos. E tudo vira um conto de Nelson Rodrigues quando elas xingam o juiz, vestidas de camisa de futebol.

Meu fascínio é tão grande que já sonhei com um estádio só de mulheres vestidas de camisa de futebol. E a cada gol, elas tiravam as camisas, giravam-nas no ar e comemoravam com os seios de fora.

Matheus Tapioca

carinha_farinha

Toda segunda uma nova crônica. Acompanhe.

Matheus Tapioca


%d blogueiros gostam disto: