GOODBYE FACEBOOK

foto

Depois de não acreditar na felicidade supérflua e fake do Facebook. Depois de encontrar o link mais escondido do mundo, o “Cancelar minha conta”, consegui sair da Matrix. Saravá. Acredite: as pessoas offline são muito mais interessantes.

Esta foto de @juligarcias é uma prova disso: no Parque Güell de Gaudí, em Barcelona, os casais colocam seus nomes no cadeado e o prendem nessa grade. Muito melhor do que ter um “Relacionamento Sério” no Facebook, né?

A partir de agora, minha rede social é a mesa de bar, meu poke é por telefone e a vida meu mural. O primeiro benefício é ninguém saber com quem estou, onde vou e, principalmente, o que eu penso. Tomei minha privacidade de volta, minha gente.

O Facebook roubou da gente a coisa mais gostosa de conhecer uma pessoa nova: o mistério. Basta acessar o perfil dela e saber o que ela curte, ouve, vê, pensa e até o que come.

Meu prazer agora é conhecer todos os mistérios pessoalmente, aos poucos, dia a dia. Descobrir a pessoa como ela é e não o que seu perfil diz.

É como quem tira a roupa do outro pela primeira vez. Botão por botão, zíper por zíper, meia por meia, deixando-a nua e crua. Sem perfil e com charminho.

Quero desvendar os seus mistérios, não todos. Quero ter alegria com sua felicidade e compreensão com sua tristeza. Afinal, a tristeza não tem perfil no Facebook.

Quero revelar e ampliar nossas fotografias e não criar mais um álbum de fotos digitais. Quero ouvir com ela o que ela curte. Quero ver os filmes ao lado dela e não do outro lado da tela.

Quero a pessoa inteira e não apenas seu perfil. Quero alguém de verdade, de carne e osso. E vou adorar dar muitos Likes em sua “Linha do Tempo”.

carinha_farinha
Foto: Juliana Garcias
Se quiser sair do Facebook, clique aqui (duvido)
Por Matheus Tapioca

11 Respostas to “GOODBYE FACEBOOK”

  1. Shutdown Facebook (via Farinha de Mandioca) | Beto Bertagna a 24 quadros Says:

    […] Continue Lendo via Farinha de Mandioca […]

  2. deborah Says:

    Lindo texto! incrível como já há nostalgia em ser offline…

  3. Yasmimmm Says:

    Mas Farinha, e aquelas pessoas que moram longe e a internet nos da o enorme prazer de conhece-las, mesmo que de pouquinho… Nessas horas é bom ter vida online. Mas concordo quando fala que as pessoas simplesmente trocaram uma coisa pela outra e nao sabem ter mais o prazer de viver a vida real.

  4. JJ Says:

    Lindo texto, adorei. Por isso que meu facebook é feito de coisas banais, do dia a dia… de pequenas bobeiras que nos fazem rir. A que esta atras da tela, com sorriso ou com lagrima fica mesm guardada para ser “face a face”

  5. Rita Melo Says:

    Gostei! boa reflexão… concordo que a graça está no olho no olho e em todo o mistério que envolve as pessoas… o face é uma farsa!

  6. Luz Says:

    Ahhh que gostoso foi ler esse texto, me senti com ideias e vontades desnudas, mas digo não ter a mesma coragem. Infelizmente pessoas que conheço mas não tenho por perto, são vistas e compartilhadas virtualmente até um próximo encontro “ao vivo” e assim, apesar da distância, mantenho (elas e eu) próximas e “aquecidas”.
    Como diz Rubem Alves todo o amor tem em seu berço a dor e o Face nos ilude quanto a isso, mostrando apenas parte da vida. Tenho dó de quem acredita, pois vive um amor mentiroso, ilusório. O bom é conhecer as dores, os sabores e dessabores…Só assim utilizaremos tais ferramentas de forma real e proveitosa.

  7. tissiana Says:

    Genial… venho dizendo isto há tempos, mas tem pouco eco neste mundo atual… tenho face, mas me questiono sobre o uso… tudo ficou tao instantâneo que perdeu a graça… além de uma proximidade ilusória que o face cria e que não é compatível com a realidade e com os sentimentos… Bravo!

  8. ju Says:

    theeeu um momento lindo q me lembro dos 20 e poucos era receber POR CORREIO as cartas de um namoradinho argentino . Sabia q elas tinham passado LITERALMENTE pelas maos e casa dele voado e chegado a minha casa …quer maaaais nostalgia q isso rsss

  9. Leitora assídua Says:

    Eu excluir meu facebook antes mesmo de ler o texto, voltei pois as pessoas não sabem usar o telefone e pra marcar encontro então.. nem se fala. Mas dessa vez excluir de vez afinal os sentimento que me fizeram excluir antes, voltaram e quem quiser manter contato vai ter que se esforçar. Me sentia meio depressiva, parecia todo mundo era feliz, menos eu. Ou será mesmo que só eu tenho problemas e dilemas a serem resolvidos!?! Todos saiam todos os finais de semana para as melhores baladas do RJ, menos eu. Me sentia um peixe fora d’água. Agora durmo melhor, estudo melhor, trabalho melhor e até meu relacionamento melhorou!

    Ótimo texto. Parabéns!

  10. Adriana Says:

    Tenho entrado bastante no Face, porque estou com hepatite e tenho que ficar de repouso… na verdade, acho uma bosta!!!
    Pra mim, é a maior prova de solidão…
    Porque cada vez que entro, não perco só uns minutinhos, perco um tempão! É que agora, estou com um tempão de sobra.
    Mas e quem tá lá direto!?
    Este tempo dedicado ao Face, está sendo tirado do contato real com outras pessoas, que provavelmente estão ali do lado, também super conectadas virtualmente com seus best friends virtuais!
    Triste.
    Minha admiração por vc!
    Bjs!

  11. Leitora assídua Says:

    Matheus, cade você!?

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: