AZEITONA

Revirei meu guarda-roupa inteiro, meus bolsos, sapatos, colchões e até meus porquinhos com moedas de 1 real, procurando uma senha, um cofre, um tesouro, uma braçadeira de ouro que um apache Inca interrou antes do primeiro fim do mundo. Coloquei a vítima amarrada e já torturei ela das formas mais dolorosas, desmaiou quatro vezes, dizendo que não tem cofre, jóias, nem alianças H Stern. E pedindo piedade, antes de morrer, disse que não tinha nem herança. Matei mesmo! Quem não tem herança? Tirou onda com minha cara e dei logo uma azeitona na boca dele. Ele disse que gostava.

Matheus Tapioca

carinha_farinha
Por Matheus Tapioca

3 Respostas to “AZEITONA”

  1. Roberto Leones Says:

    Juro que não entendi nada! AHSUHAUS

  2. Natalia Says:

    Não entendi nada…que vergonha

  3. Carol Chaves Says:

    Sei bem o que estava procurando… Ainda mais na proximidade do carnaval…

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: