PESCA

Mais de setenta por cento dos alunos do segundo ano científico precisavam de uma nota superior a sete na última prova de matemática do ano. Inclusive eu.

Nem se todos os CDFs resolvessem passar cola seria suficiente para preencher o gabarito de todos os vagabundos que passaram o ano matando aula, jogando dominó.

Quando saio da prova deprimido com a certeza de uma reprovação, está à frente do colégio um carro de som, o CDF, escrevendo uma mensagem numa folha de papel, que olhou para mim e disse:

– Leia esse papel no carro de som.

Na minha época não tinha esse negócio de celular, sms, ipod. Contrataram um carro de som que iria transmitir a cola durante a prova. A RIC’S SOM.

Não sabia do plano mirabolante, mas entrei na Kombi e comecei a passar a mensagem em que todo número correspondia a uma letra do gabarito:

Madeireira Azevedo,

Tudo em 1X sem juros. (isso mesmo, a primeira letra do gabarito era “A” e era uma parcela sem juros) ou em 4X com juros de 2%, ligue agora: 3245-5341 ou 5412-3321, Rua 13 de Maio, 3421, das 11 às 21 horas.”

O carro de som dava voltas e voltas ao redor do colégio. Os alunos não sabiam se davam risada ou anotavam o gabarito da prova. Que era repetido incansavelmente enquanto a Kombi girava.

Na terceira volta em torno do prédio, um segurança veio abordar o carro e eu disse:

-Vou deitar aqui embaixo do banco e você diz que é uma gravação. Uma fita!

O segurança pediu que parasse de tocar a gravação, eles disseram que tinham sido contratados por meia hora, e eu continuei a passar a pesca sem poder parar, voltar ou demorar. Qualquer vacilo os alunos perderiam o fio da meada.

Todos foram aprovados em matemática com 9,6 na prova, encheram a cara e quem não soube do plano, foi para recuperação. Inclusive eu.

Matheus Tapioca

carinha_farinha
Ilustração: Michel Neuhaus

Tags: , , , , , , ,

10 Respostas to “PESCA”

  1. Helen Says:

    ADOREI! Me lembrei de muitas histórias de cola que eu passava na época da escola. Nunca subestime a criatividade de um aluno pretes a reprovar de ano!

  2. Andreia Says:

    Nunca precisei de cola.Nada de especial, acho que eu era caolha em terra de cegos.rs…
    Mas me valeu uma compensação, pois eu vendia a cola em troca do sanduiche de mortadela na cantina do Seu Mauro, que era tdo de bom!

  3. mali Says:

    Eu lembro dessa pesca! Foi muito criativa!

    Mas infelizmente não vou poder comentar muito…
    Eu troquei de lado!
    De aluna que eventualmente pescava, eu passei a fiscal de prova!
    Coloquei muitos em recuperação, alguns perderam de ano. Me ameaçaram, me xingaram, fui chamada de “fiscal gente boa!”, recebi declaração por bilheitinho.
    O assunto rendia entre os fiscais, seja pela criatividade, descaração, inocência, repetição das pescas!

  4. Roberta Says:

    Ta me zoando? Isso aconteceu mesmo? Meu Deus mt criativo, os alunos já mereciam passar só pela criatividade de criar esse plano mirabolante.
    Eu tinha uma professora de matemática q era mt doida tds amavam ela e o lema dela era: “Quem não cola não sai da escola!” mas ela sempre ressaltava sejam criativos se vim com cola infantil boba ou mt na cara querendo me chamar de boba eu tiro e dou zero mesmo façam colas inteligentes e criativas. kkkkkkk. Mas eu nunca colei, eu era tão ruim em matemática que nem a cola sabia fazer kkkkkkkkkkkkk. No começo do ano ja sabia q ia pegar recuperação em td q houvesse número: Matemática, química, física e se em geografia tivesse q calcular o fuso horário seria mais uma matéria p eu recuperar kkkkkkkkkkkkkkk

  5. Sarah Bruno Says:

    Caramba agora lembrei do tanto de borrachas TK trocadas na hora das provas, dos codigos feitos com as mãos, dos bilheitinhos da Michelle pedindo pesca…DA PROVA TODA!!!!
    Já tive uma prova rasgada no meio por conta de uma colega que estava sentada atras de mim e puxou…gente!tive que fazer a prova de matematica de novo de frente pra uma parede!!
    É isso ai… que minha filha não saiba disso hahahahaha

  6. Miguel Solano Says:

    Porra… esses métodos tinham mais graça. Estimulavam nossa mente mirabolante. hehehe

  7. Dani Lacerda Says:

    Tenho o maior orgulho dessa turma! Imperdiveis estes maravilhosos momentos!

  8. Pedro Peu Says:

    Teteu acho que a prova foi de Geografia. Eu me lembro claramente de sua entoação mmmmmaderrrreira AAzevedo. Essa pesca foi um classico de nossa época e para todos que lerem esta crônica saibam que foi a mais absoluta verdade e foi mais hilario do que possam imaginar

  9. jorge jr. Says:

    rapaz, acho que vc já me contou essa história.
    é realmente difícil de acreditar em tanta criatividade, intrepidez e cara de pau juntas.
    genial!

  10. Andréa Says:

    Divertidíssimo! Beijos, amigo!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: