NOVES FORA, ZERO.

Não tenho medo de trabalho. Tenho medo da falta de trabalho. Mas passar oito horas, no mínimo, dentro de uma empresa é de lascar.

Nem venham me dizer “você precisa fazer aquilo que sente prazer”, porque nem sexo eu quero bater ponto 40 horas semanais.

Faça as contas: 8h de trabalho + 8h de sono + 2h de almoço + 2h de trânsito + 2h com o filho que já está quase dormindo = 22h. UAU! Sobram incríveis duas horas para você viver e fazer o que quiser.

Eu quero a segunda revolução industrial. Quero ver meu filho crescer, ouvir ele falar papai pela primeira vez. Quero ver meus amigos, a lua cheia e a maré vazia.

Quero nadar, tocar um instrumento, fazer um curso de história da arte, estudar psicologia, aprender uma nova língua, tomar um banho de mar em plena terça-feira.

Não precisamos conviver oito horas com pessoas que mal conhecemos. Aposto que se tivéssemos quatro horas por dia de trabalho, renderíamos muito mais.

Mas driblamos as oito horas com cafezinhos, cigarrinhos e reuniões inúteis. E quem não fuma e não toma café? Rói unha. Gastrite, ânsia, azia, taquicardia, tontura, desmaios, choros compulsivos e mais 50 minutos de análise.

Até que um belo dia, chega a tão sonhada aposentadoria. Noves fora, zero: você não tem saúde para fazer mais porra nenhuma.

carinha_farinha

Ilustração: Michel Neuhaus
Toda segunda uma nova crônica.

Matheus Tapioca

Tags: , , , , , , ,

13 Respostas to “NOVES FORA, ZERO.”

  1. larissa Says:

    é essa a vantagem de morar em salvador: cê tira um dia de folga (quarta, de preferência) e vai no porto da barra, tomar uma e um banho de mar!

    ;)

  2. Rubia Says:

    Duvido que vc só fique 8 horas no trabalho, hahahaha

    Não sobram nem 2 horas pra vc, nem pra mim, faltam! ;)

  3. carina Says:

    sou das que não fumam nem tomam café. tô lascada!

    olha, não tem jeito de trabalhar com as coisas que dão prazer, porque depois que viram trabalho, perdem o prazer.

    aiiii que desespero, tapis! 4 horas de trabalho seriam ideais.

    mas sabe o que eu acho? a gente devia ir ao trabalho apenas duas vezes por semana para ter reuniões e pegar a pauta da semana. daí a gente passava o resto dos dias em casa, ou na praia, ou na praça fazendo as obrigações. aposto que seríamos muito mais produtivos e felizes. pra que existe internet e wifi, hein?

  4. Chris Says:

    UHU! Viva a segunda revolução Industrial. Todos seriam mais felizes. As empresas gastariam menos com luz, água, telefone. É muito mais ecológico não sair todos os dias de carro nesse trânsito bizarro.

  5. Pedro Says:

    É papá, tá pensando que ser adulto é fácil, hein, sacana?! Esse é o imposto da vida, negão. Ou vc acha que vc ganhou vida e ñ tem que pagar por isso,- tome isso!!! Peça indenização a seu pai e sua mãe por ter nascido. Olha que vc nsceu saldável e inteligente podia ser pior…
    O pior é que nos 60 vc olha pra trás e vê como a vida passou tão rápido e se pergunta o que vc realmente fez de útil na vida(tirando os filhos- isso se eles não forem inúteis). Vc pelo menos escreveu um livro…

  6. mali Says:

    Aonde é que eu arranjo um emprego de 4 horas???
    Eu nem tenho 2 horas de almoço!!!

    Um beijo

  7. Juliana Caribé Says:

    Aquela velha história: a gente não trabalha pra viver, a gente vive pra trabalhar. Eu, muitas vezes mais de um dia na semana, trabalho mais de 14 horas… Eu gosto muito de trabalhar, mas concordo que é exaustivo. Mas, como diz meu sábio pai, tudo na vida tem um preço. Resta saber quanto estamos dispostos a pagar.

    Beijos.

  8. Andreia Says:

    Se te sobram duas horas é melhor se ocupar rapazinho!!Rs…
    Bizarro como temos sabedoria para discernir o que não é bom
    e ainda assim seguimos o levante…Provavelmente educamos nossos
    filhos para os mesmos propósitos…ser funcional…
    A vida é curta, e não está dividida em setores e o tempo é a medida
    mais anacrônica possível para nossa humanidad.
    Tente pensar k vc morreu.Que diferença vai fazer vc ir a um determinado compromisso, ou ter uma grana extra por algum trabalho indigesto?!Então faça algo “pour le plaisir” sempre k possível e essa medida de possível depend mais d nós d que d outro.
    bjka Tapi

  9. Delma Says:

    Bahiano trabalha menos que paulista. (em tempo: eu acho normal)

  10. Rafael Azevedo Says:

    Excelente texto. Realmente, 8h eh mto tempo. Um 1/3 do dia no trabalho nao da tempo mais pra nada.

  11. Sarah Says:

    O pior ver que todo esse tempo de trabalho te faz nascer mais cabelos brancos… e ainda culpam a genética… mas para piorar, nós trabalhamos de segunda a sexta, alguns trabalham até sabados e domingos e muitos não tem um salário digno para faz jus ao tempo gasto no trabalho, enquanto outros trabalham de terça a quinta e tem um aumento de mais de 60% no salário…

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: