CHEIO DE DEDOS

Onofre balbuciava entre a vida e a morte deitado sobre a cama. A família, de nove filhos e esposa, estava aos prantos por toda casa, esperando a ambulância chegar para levá-lo ao hospital.

Clóvis, o paramédico, chegou tarde demais. Onofre morreu assim que entrou no quarto. Clóvis tinha que dar a notícia.

Clóvis era um residente inexperiente, saindo da faculdade. Ninguém havia morrido aos seus cuidados e, por isso, nunca deu a notícia da morte de nenhum paciente para a família.

Com medo de ser atacado pelos noves filhos de Onofre, Clóvis não queria dar a notícia. A família, descendente de italianos, já impaciente, não entendia porque a maca ainda não tinha saído do quarto.

Clóvis não podia fingir e levar o corpo ao hospital, pois é contra a lei ambulância levar paciente morto. Clóvis não sabia o que fazer.

Dar a notícia e correr o risco de ser linchado, acusado de imperícia, ou praticar uma contravenção e levar o corpo na ambulância para dar a notícia no hospital?

Clóvis saiu do quarto, fechou a porta e foi até a ambulância consultar seu supervisor que descartou a hipótese de levar o corpo. “Isso é trabalho do IML”, foi o que disse. Piorou a situação. Imagine chegar o caminhão do IML?

O supervisor foi até a sala com Clóvis, quando viu a sala cheia de filhos, genros e noras aos soluços, titubeou, tentou voltar atrás, mas disse:
– Tá vendo aquele ali? Parece o mais calmo. Vai lá e dá a notícia. Ele será capaz de acalmar a família.

Clóvis foi até Agenor, filho de Onofre, puxou ele de canto e disse:
– Sinto muito, mas seu pai faleceu.

Agenor arregalou os olhos, segurou firme nos braços de Clóvis e teve um ataque cardíaco ali mesmo, na sala, em frente à família.

Além de ter que chamar o IML, foi preciso quebrar os dedos de Agenor que prendiam os braços de Clóvis.

Matheus Tapioca

carinha_farinha

Toda segunda uma nova crônica. Acompanhe.

Matheus Tapioca

Anúncios

Tags: , , , , , , ,

4 Respostas to “CHEIO DE DEDOS”

  1. Gabi Says:

    É… às vezes a gente se complica ainda mais qd tenta sair de uma situação difícil por caminhos alternativos. Melhor é agir rápido e ser direto.

  2. jorge jr. Says:

    o imponderável da vida, as escolhas, os medos… muito, muito bom!

  3. carina Says:

    tragicômico!

  4. Kamila Says:

    Poderia ter ido pelo caminho mais fácil.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: