DIA DE VISITA

Michel_Neuhaus_dia_de_visita

Araújo de gravata, segura o paletó com a mão por cima do ombro, volta do trabalho cansado e abatido. Anda pela calçada, até que chega ao portão do seu prédio. Procura as chaves pelos bolsos do paletó e da calça. Encontra uma penca e procura a chave do portão principal. Abre o portão, entra e depois o tranca.

Araújo mora sozinho, num edifício simples, sem portaria, nem porteiro. Anda até um segundo portão do prédio, procura de novo uma chave. Encontra. Abre o portão e entra no prédio.

Araújo chegaria em casa, faria seu jantar, comeria e dormiria mais uma vez no sofá, em frente à TV. Fechou o segundo portão e subiu devagar as escadas até que chega ao portão do corredor. Araújo folga o nó da gravata e, mais uma vez, procura a chave, agora do terceiro portão.

Araújo já trancou o portão do corredor e caminha até a porta do seu apartamento. Procura a chave, encontra e, quando vai abri-la, ela se abre lentamente. Ele acha estranho e confere na porta o número do apartamento. Entra com receio.

Assim que entra, Araújo se assusta com um estranho com sua TV nas mãos. O ladrão vira-se e também se surpreende ao ver Araújo na sala. O clima fica tenso entre eles, que não se mexem. Um olhando para o outro. Araújo percebe que há vários aparelhos eletrônicos espalhados pela sala.

Ainda confuso, Araújo olha para as janelas do apartamento e lembra que todas têm grade. Ele se volta para a porta e vê um chaveiro pelo lado de dentro. Como que num susto, Araújo tira rapidamente as chaves do ladrão da fechadura, sai e prende o assaltante dentro do seu apartamento.

Matheus Tapioca

carinha_farinha

Toda segunda uma nova crônica. Acompanhe.

Matheus Tapioca

REFÉNS

Araújo de gravata, segura o paletó com a mão por cima do ombro, volta do trabalho cansado e abatido. Anda pela calçada, até que chega no portão do seu prédio. Procura as chaves pelos bolsos do paletó e da calça. Encontra uma penca e procura a chave do portão principal. Abre o portão, entra e depois tranca.

Araújo mora sozinho, num edifício simples, sem portaria, nem porteiro. Anda até um segundo portão do prédio, procura novamente uma chave. Encontra. Abre o portão e entra no prédio.

Araújo chegaria em casa, faria seu jantar, comeria e dormiria mais uma vez no sofá, em frente à TV. Fechou o segundo portão e subiu devagar as escadas até que chega ao portão do corredor. Araújo folga o nó da gravata e, mais uma vez, procura a chave, agora desse portão, no chaveiro.

Araújo já trancou o portão do corredor e caminha até a porta do seu apartamento. Procura a chave, encontra e, quando vai abri-la, ela se abre lentamente. Ele acha estranho e confere na porta o número do apartamento. Entra com receio.

Assim que entra, Araújo se assusta com um estranho com sua TV nas mãos. O ladrão vira-se e também se assusta ao ver Araújo na sala. O clima fica tenso entre eles, que não se mexem. Um olhando para o outro. Araújo percebe que há vários aparelhos eletrônicos espalhados pela sala.

Ainda confuso, Araújo olha para as janelas do apartamento e lembra que todas têm grades. Ele se volta para a porta e vê uma penca de chaves pelo lado de dentro. Como que num susto, ele tira rapidamente as chaves do ladrão da fechadura, sai do apartamento e deixa o ladrão preso dentro.

Anúncios

Tags: , , , , , , ,

12 Respostas to “DIA DE VISITA”

  1. danielxavier Says:

    porra e ai? fiquei curioso…
    acho que vale uma continuacao.
    abs e parabens

  2. Andréa Says:

    Muito legal, Teu!
    Não que deseje ter (pela terceira vez) o apartamento arrombado, mas vou lembrar de Araújo e surprender o salafrário :)
    Beijos.

  3. Fernando Luz Says:

    Legal. Prende bem a atenção. :)

  4. Rafic Ramos Says:

    porra e ai? fiquei curioso…
    acho que vale uma continuacao.
    abs e parabens [2]

  5. Yza Sarmento Says:

    Araújo, dorme na escada, embriagado. Acorda e lembra, que Matias, seu namorado, que trabalha consertando equipamentos eletrônicos tinha cópia da chave.

    :)

    Texto ótimo!
    Já lançaste livro? Está preparando? Ou é tudo cliclável mesmo, não palpável?

  6. carina Says:

    hahahaha, não poderia existir pior prisão pro Araújo. Será que o ladrão aguenta ficar preso nessa vida tbm?

    adorei, Tapioca!

    beijão.

  7. jorge jr. Says:

    esse é dos melhores.

  8. Mali Says:

    Adorei também!
    Fiquei nervosa pra saber o quê ia acontecer!!
    Nem pisquei!!

  9. João Aranha Says:

    Muito bom! Interessante.

  10. Leila Says:

    Tambem fiquei curiosa po! rs

  11. andreia Says:

    Tenso. Mas juro k achei que o Araújo iria ficar mesmo é injuriado por saber que carregar tanta chave não serviu pra nada, perguntaria pro ladrão: -vc bebe o que? E os dois ficariam de boa assistindo tv!!
    AP

  12. Thais Says:

    Adorei, me senti vingada, bela invertida. Cansei de me sentir presa com ladrão solto ;-p

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: