APÓS OS TRINTA

Michel_Neuhaus_Apos_os_30

Eu tenho uma teoria: a pessoa só melhora após os trinta. Ela nasce, é divertido, inédito e inesquecível. Mas a pessoa cresce. Começa a chorar demais, a perguntar demais, a querer atenção demais.

Depois entra na crise da pré-adolescência. Uma chatice. Chama você de todos os nomes, fala palavrões que ela nem sabe o significado. E quando entra na adolescência, é capaz de matar os próprios pais. Um perigo!

Bate a porta, não dorme em casa e nem liga pra avisar. Você criou sua filha com iogurte e ela aparece em casa com um maconheiro debaixo do braço. E você ainda tem que agüentar ela falar que você e seus amigos são “Ridículos! Vocês querem ser jovens para sempre!” (e ela tem razão…).

Agora a pessoa saiu da adolescência rebelde, mas teima em não se tornar adulto. Fica na casa dos pais na maior mamata, não paga uma conta e ainda reclama da comida. Você tem que sustentar por mais de vinte e cinco anos, até arranjar um jeito de expulsá-la de casa.

Aí a coisa pega, a pessoa sofre, cai na real e volta a ser uma pessoa mais doce, gentil e se arrepende de todos os nomes que falou para os pais. Por isso, meu amigo e minha amiga, não se preocupe com seu filho: só melhora após os trinta.

Matheus Tapioca

carinha_farinha

Ilustração: Michel Neuhaus
Toda segunda uma nova crônica. Acompanhe.

Matheus Tapioca

Tags: , , , , ,

20 Respostas to “APÓS OS TRINTA”

  1. danielxavier Says:

    eu to chegando la, faltam 5. hehehe
    abs

  2. mariana g. Says:

    ah, muito grata! acabei de fazer trinta e concordo em gênero, número e grau com relação à melhora. ficamos mais responsáveis, compreensivos, corretos. parece que ficamos mais perspicazes. pena que ainda vou ter que esperar 18 anos pra perceber a mudança na minha cria desalmada de 12. =P

  3. Ana Cristina Says:

    Já fiz trinta há tempos, e assino embaixo =)
    Agora é esperar o ‘renascimento’ da minha filha (criada com iogurte, sim senhor)
    Beijo

  4. camila Says:

    muito interessante as suas crônicas. todas as que são dedicadas aos 30 me interessaram muito. ahahahaha acho que a fase é propícia!

  5. Ursula Says:

    Sabia que isso é preconceito e se chama edaísmo ?
    Mesmo discordando da parte de só ficar legal após dos 30 e de que somoscriados a iogurt ( é leite e pera na verdade) o texto tah super legal,
    Parabéns
    autora da frase ” vocês são todos uns ridículos”

  6. carina Says:

    Ai, será? Fiz trinta esse ano e continuo chorando, perguntando e querendo atenção demais hehe.

    Beijos!

  7. chris parente Says:

    Continuaremos ridículos, por mais alguns anos.
    Linda ilustração.
    Valeu!
    Abraços

  8. Rina Pri Says:

    daqui ha um ano volto pra dizer se a coisa é verdade ou nao. rssss. ótimo texto :D
    Rina Pri, rumo aos 30 :D

  9. Claudio Says:

    Nao vivi essas coisas, eu nasci velho igual a benjamin button. Será que daqui a alguns anos começarei a fazer essas coisas?

    Muito bom !!
    Abraços

  10. Gabi Says:

    Tenho uns bons amigos de 30 e poucos que ainda não deixaram a primeira fase… choram bastante, são inconformados, questionam tudo, estão sempre atrás de atenção… será que nasceram prá ficar presos na 1ª infância???

  11. Tatiana Says:

    alguns nem depois dos 30 =p

  12. Gilberto Namura Says:

    Rapaz, então eu sou um doce, porque faz tanto tempo que nem me lembro mais como eu era aos trinta, quem dirá antes.
    Abração.

  13. Mali Says:

    Ainda bem que a gente melhora! Imagine se piorássemos??
    O mundo estaria um horror!!

  14. Igor Says:

    Ae! Espero que eu melhore! Será que eu quero!?

    Ainda tenho muito tempo pra rolar… Vou mesmo é reclamar, ficar na casa dos meus pais e me questionar ainda! Rumo aos 22 primeiro neh! Depois aos trinta! Muito bons seus textos!

  15. Denise Says:

    E olha que tem gente que nem depois dos 30 melhora hein… :P

  16. João Aranha Says:

    Pois é, Tapioca. Eu também tinha esse pensamento, nao para filhos, mas para pessoas em geral, não somente do ponto de vista dos pais. Pensava a mesma coisa, que por não ter trinta ainda, muita coisa deveria ser vivida até que as coisas caiam na real, sendo bom ou ruim. É mais ou menos depois dos 20 e poucos, mas é por aí…depois dos trinta. Bacana o texto! Abração.

  17. Sra. Viegas Says:

    Também acredito nesse tipo de evolução. Ainda não havia identificado uma idade específica, mas depois desse texto, começo a analisar a mim e meus amigos e digo: sim, faz todo sentido! Parabéns pelo blog, ótimos textos!

  18. Jorge Says:

    Matheus, como diz o ditado, só muda o endereço. Eu tenho dois destes seres habitando comigo, uma de 24 e outro de 20. Então preciso dar duro 100% por mais seis anos e 50% por mais quatro…não é mole !!
    Mas acredite (e espalhe)! Aprendemos muito com esta tribo. Na pior das hipóteses, aprendemos a ter paciência.

  19. Flávia Says:

    Pura verdade, tudo fica mais claro após os 30…

  20. Sofia Says:

    Demais!!!!
    Vou ter que mandar para minha mãe!!!! E ir me preparando para meus pequenos rebentos que ainda estão na fase do “que lindos!”….
    Adorei!
    Assinado: recém balzaquiana

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: