BUCHO

Mascarenhas era um tipão: bonito, elegante, galanteador, espirituoso, bem sucedido, tinha um conversível e era casado com Margarete. A mais bela moça da cidade.

O único problema de Mascarenhas era que ele não resistia a um rabo de saia. Margarete achou que poderia mudá-lo, como todas acham que podem, mas não havia remédio para o marido infiel.

Mascarenhas era famoso pelas amantes que tinha. Todas, sem exceção, eram um bucho. Ele que tinha todas as ferramentas para conquistar as mulheres mais bonitas, só tinha amantes feias. Um horror.

Mas Mascarenhas tinha cinco regras para amenizar a careta de suas conquistas:
1. Nunca acordava com elas pela manhã;
2. Só saia à noite, quando as mulheres se produzem ao máximo;
3. Não transava olhando para o rosto delas;
4. Só beijava de olhos fechados;
5. Nenhum caso durava mais de uma semana.

Todos os amigos tentavam dissuadir Mascarenhas, já que ele tinha um mulherão em casa. Ele sempre respondia: “Faca que não amola na rua, não corta em casa!”.

Mascarenhas era categórico: “Com as feias não perco dinheiro, tempo e saliva. São todas fáceis!” e não deixava de comentar sobre o sexo com as amantes: “É na cama que elas compensam toda a fraqueza de feições”.

Para as feias, coitadas, ele era um príncipe encantado. Elas nunca foram paqueradas por alguém tão bonito e elegante. Elas nem acreditavam que um homem como Mascarenhas estivesse interessado nelas, por isso não davam dor de cabeça quando ele terminava o caso. Mascarenhas era a esperança de todo dragão. O salvador do hímem perdido.

Mas depois que os amigos descobriram que Mascarenhas estava saindo com Suzete, a mulher que apelidaram de “Embrulho de velocípede”, por ser tão disforme, colocaram ele contra a parede e fizeram a pergunta que não queria calar: “Por que elas precisam ser tão feias?”.

Mascarenhas foi sucinto:

– Porque eu amo a minha mulher. Amo tanto que só tenho amantes feias. Com elas, meus amigos, tenho certeza que nunca vou me separar de Margarete.

Os amigos, estarrecidos, se deram por vencidos e aplaudiram a brilhante teoria de Mascarenhas.
Matheus Tapioca

 

carinha_farinha
Toda segunda uma nova crônica. Acompanhe!

Matheus Tapioca

Anúncios

Tags: , , , ,

6 Respostas to “BUCHO”

  1. melke Says:

    Não dá para entender esses homens… E o amigos ainda apoiam.
    A Mira está revoltada!! rs
    O cara ama a esposa, ela é linda e ele ainda precisa de variaedade??
    Para terminar… tem muito homem por aí que gosta mesmo é das barangas.

  2. jorge jr. Says:

    mascarenhas é ótimo!

  3. LIS Says:

    UH! homens!

  4. mali Says:

    Lógicacretinafilhadaputa!

  5. Sarah Bruno Says:

    Porra…. eu não sei qual o pior: ser trocada por outra mulher, ou ser trocada por outra mulher FEIA!! Até um certo ponto tava entendendo que ele tinha amantes feias pq elas não enchiam o saco dele, como algumas (eu ¬¬) fazem. Mas se ele ama a mulher e não quer se separar dela, pq ter outra? Mesmo sendo feia? Não tem lógica, é uma forma muito estranha de amar.
    Olhe se ele a ama, então aguente a amolação. É muita sacanagem com a Sra. Mascarenhas… E o pior são os fdp dos amigos. Amigas de esposa são tudo rapariga, e principalmente se vcs sonham que elas podem estar dando corda para que sejam condecorados com o diploma de corno. Agora amigo de marido é sempre amigo…aahhh vá te lascar….

    Até minutos atrás estavam pensando em dar uma trégua aqui em casa, mas já decidi… não merece nao… se não tá gostando caia fora, se arrumar outra repito a mesma coisa: faca que se amola em casa, não corta!

    bjinho

  6. Sarah Bruno Says:

    SEU MACHISTA ¬¬

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: