MEU TERAPEUTA É UMA FOLHA EM BRANCO

Por que escrevo? Além de ser meu ganha pão, trabalhando como redator publicitário, não acho que minhas crônicas sejam tão leves e gostosas de ler como as de Antônio Prata, nem tão intensas como as de Bianca Rosolem, não têm a ironia de Tutty Vasques, muito menos os 40 mil leitores de Tati Bernardi.

Cansei de escrever “Não perca!”, “O que você está esperando?”, “Clique aqui!”, “Imperdível!” e um monte de baboseira para vender mais um produto que ninguém precisa para viver. Ou você acha que os seus antepassados morreram porque não tinham shampoo para cabelos oleosos?

Publiquei este blog para falar a verdade, mesmo que seja em forma de ficção. Quero que minha vida seja um blog aberto. E como diria Freud: “O que não vira palavra, vira sintoma.”. Quero escrever menos sabonete e mais liberdade. Menos ração pra cachorro e mais comida para a imaginação.

Nunca tive pretensão de chamar o que escrevo de literatura. E depois de muito pensar sobre o porquê de gostar tanto de escrever, cheguei à seguinte conclusão: meu terapeuta é uma folha em branco.

Como um bom lacaniano, ele não me diz nada. Fica olhando para mim, em branco, esperando que eu preencha toda a folha. E no meu divã, em frente ao computador, vivo tentando exprimir todos os sentimentos que me espremem.

Matheus Tapioca

carinha_farinha

Toda segunda uma nova crônica. Acompanhe.

Matheus Tapioca

Tags: , , , , ,

4 Respostas to “MEU TERAPEUTA É UMA FOLHA EM BRANCO”

  1. jorge jr. Says:

    a escrita é uma poderosa válvula de escape.
    e, sim, é terapêutica.
    eu já fiz uso dela por muito tempo. de uns 10 anos pra cá, é raro que eu lance mão da folha em branco como terapia (certamente a substituí por outras formas), mas tenho saudades. talvez retome um dia.
    você faz isso com muito talento.
    um beijo.

  2. Yza Sarmento Says:

    Compartilho da ideia. Nem sempre publico, mas compartilho.

    Parabéns pelo blog, encontrei-o em uma tuitada de algum conhecido!

  3. Paula Says:

    Amei Matheus!

  4. Patrícia Says:

    Após mais de 10 anos de psicoterapia, oito anos de análise lacaniana, continuo com a sensação muito bem descrita de que meu terapeuta é um folha em branco… Como foi bem definida a sensação diante de um longo silêncio durante uma sessão! Parabéns!
    A folha em branco, esperando que eu a preencha completamente e eu tentando exprimir todos os sentimentos que me espremem. Será que é no silêncio que falamos mais sobre nós mesmos? Talvez com o silêncio eu preencha mais a folha… O problema é ler o que escrevi nela…

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: