QUEM TEM AMIGO TEM TUDO

Edésio vivia de fiado, amarrava a perna dos óculos com esparadrapo encardido, colava o pivô com Super Bonder para não ter que ir ao dentista, apertava parafuso com faca de ponta redonda, porque a chave de fenda estava travando o vidro do carro, enfim, Edésio era um sujeito duro.

Como tinha muitos amigos, em seu aniversário, ele organizava um churrasco e pedia para trazerem tudo: cerveja, carvão, carne e até o espeto era emprestado do vizinho. Agradecia a todos, repetindo a frase: “Quem tem amigo tem tudo.”

A dureza de Edésio fazia ele passar por situações inéditas. Numa festa da família da esposa, Edésio foi dançar lambada com a sogra, quis fazer uma graça e a velha se espatifou no chão. Como ele estava devendo o aluguel há dois meses, pegou a fita da gravação e mandou para as video-cassetadas do Faustão e pagou a dívida. Tem gente que diz que foi de propósito.

Janete, mulher de Edésio, pediu uma providência: ela já estava cansada de colocar uma bacia em cima da cama antes de ir para o trabalho para, caso chovesse, a goteira não molhar sua cama. Com orgulho ferido, Edésio consertou a tira da sandália havaiana com o grampeador e foi colocar um plástico em cima do telhado para evitar a goteira. Não deu outra: cabeça, tronco e membros quebrados.

Só Felício foi visitá-lo durante os meses que ficou em casa. E a partir desse dia, Edésio passou a repetir a frase: “Se quiser saber quantos amigos você tem, faça uma festa. Se quiser saber quantos são verdadeiros, fique doente.”. Era o agradecimento tímido e envergonhado de Edésio para Felício.

A vida era dura com Edésio também. Pegava dinheiro com agiota para enterrar a avó. Vendia empada na praia, sol a pino o dia inteiro, tomando cuidado pro suor não cair no salgado e tinha que agüentar calado quando alguém tentava pechinchar no preço.

Edésio era a única pessoa que ele conhecia que foi roubada duas vezes consecutivas, passando pelo mesmo terreno baldio, e ainda ter aceitado o dinheiro do transporte que o ladrão ofereceu após o assalto. Às vezes, ele pensava que estava num filme, um Truman Show às avessas.

Ele usava fio de luz como coleira do cachorro. Aproveitava a chuva para lavar o carro. Colocava um tijolo como calço do sofá sem perna. Almoçava churrasquinho, porque aceitava o vale transporte da mulher.

Em dia de chuva, amarrava saco plástico em volta do sapato para não estragar. Esquentava a ponta da Bic para ver se ela voltava a escrever. Fazia a barra da calça com fita crepe. Já tinha discutido com Felício sobre quantas barbas dá para fazer com uma lâmina. A vida era dura com Edésio.

Vendo a situação do seu amigo, Felício ligou para Edésio e disse:
– Eu tava fazendo umas contas aqui e acho que você está precisando de uma grana. Depositei mil reais na sua conta. Depois você me paga.

Felício sabia que nunca receberia o dinheiro de volta e Edésio, emocionado, agradeceu:
– Que palavra é capaz de expressar o vazio das palavras?
Matheus Tapioca

carinha_farinha
Toda segunda uma nova crônica

 

 

Tags: , ,

4 Respostas to “QUEM TEM AMIGO TEM TUDO”

  1. jorge jr. Says:

    adorei a saga de “edésio, um brasileiro”. beijo.

  2. Jana Says:

    AMEI!!!!!!!!!!

  3. Nica Says:

    “Se quiser saber quantos amigos você tem, faça uma festa. Se quiser saber quantos são verdadeiros, fique doente.”. ISSO É FATO!

  4. Roberta Says:

    Que palavra é capaz de expressar o vazio das palavras?
    Putz essa frase calou fundo….

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: